Edital

1.1. A participação é aberta aos formandos que tenham desenvolvido seu trabalho final de graduação com temas de paisagismo. O participante deve também ter concluído integralmente e sem dependências o curso de Arquitetura e Urbanismo no ano de 2016, em cursos brasileiros devidamente autorizados pelo Ministério da Educação – MEC, observado o disposto no item 3.1 do presente regulamento.

1.2. Os trabalhos finais de graduação concorrentes deverão obedecer aos critérios internos e à orientação didática dos respectivos cursos, no que se refere a tema, conteúdo e desenvolvimento,desde que enquadrem-se em Projeto Paisagístico.

1.3. Mesmo não pretendendo interferir na orientação didática dos cursos, por motivos éticos e legais, apesar de se tratar de exercícios acadêmicos, não serão aceitos trabalhos que modifiquem, alterem, complementem ou mudem a destinação de projetos de arquitetura de arquitetos, urbanistas e paisagistas vivos sem a sua autorização, ou de obras notórias da área , tombadas ou não, , restauração ou de análise de projetos. Por um lado, as Comissões Julgadoras têm se recusado a analisar interferências desnecessárias em obras notórias da arquitetura brasileira; e, por outro, a divulgação de trabalhos que porventura sejam premiados neste concurso, modificando projetos de arquitetos sem a autorização do autor, tem suscitado reclamações e mesmo a ameaça de abertura de processos judiciais por danos morais.

1.3.1. Para os projetos que se enquadrem no item acima, os autores deverão solicitar a respectiva autorização e encaminhá-las em arquivo digital para o e-mail da organização, logo após o envio do projeto realizado pelo site. (e-mail: organizacao@premiorosakliass.com.br)

1.4 Trabalhos que possam ser configurados como plágio pelas Comissões Julgadoras e/ou Organizadora, por evidente similaridade em tema, implantação entre outros, também não serão aceitos.

1.5 Não serão aceitos trabalhos que:

1.5.1. Tenham sido publicados em mídia impressa de grande circulação e/ou em portais de interesse geral e/ou especializados, antecedendo o encerramento do concurso em 22/11/2017.

1.5.2. Tenham sido classificados (premiados, menções ou outro tipo de destaque) em outros concursos, locais, nacionais ou internacionais e cuja divulgação anteceda a publicação final do Concurso Rosa Kliass (novembro/2018). Solicitamos aos autores de trabalhos inscritos em outros concursos que, caso tenham sido classificados, comuniquem o fato à Comissão Organizadora do Prémio Rosa Kliass pelo endereço eletrônico organizacao@premiorosakliass.com.br  para a retirada de seus projetos do julgamento.

1.6. Para efeito do concurso, é obrigatória a indicação de no mínimo 1 (um) professor orientador. O autor poderá indicar mais de um professor orientador, co-orientadores e colaboradores a seu critério. Nos estabelecimentos de ensino que consideram o coletivo de professores como orientadores poderá ser indicado o coordenador do curso ou da disciplina com representante deste coletivo.

1.7. Os trabalhos serão sempre individuais, não se aceitando a participação dos elaborados em equipe, mesmo que parcialmente.

2.1. A Comissão Organizadora indicará 5 (cinco) Comissões Julgadoras Regionais, compostas por 3 (três) titulares, paisagistas filiados a Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas A.B.A.P.,  ou um filiado e profissionais paisagistas de trabalho reconhecido por mérito na cidade ou região, estes quem julgarão trabalhos das regiões.

2.1.1. Os trabalhos inscritos serão avaliados separadamente pelas mesmas Comissões Julgadoras Regionais.

2.2. A Comissão Organizadora Regional indicará o vencedor de cada região que será premiado com o valor de R$ 1.000,00 (um mil reais).

2.3. A Comissão Julgadora Nacional será composta por 5 (cinco) componentes, sendo1 (um) componente de cada uma das Comissões Regionais ou, na impossibilidade da presença ou participação  por videoconferência um outro componente da A.B.A.P. indicado pela comissão organizadora.

2.4. A Comissão Julgadora Nacional emitirá parecer sucinto sobre cada um dos trabalhos vencedores na etapa nacional e esses devem ser registrados em ata.

2.5. A composição das Comissões Julgadoras Regionais e Nacional será divulgada antes do início dos julgamentos Regionais.

2.6. Deverão declarar-se impedidos, no prazo de 10 (dez) dias após a divulgação dos nomes, os membros indicados para compor as comissões julgadoras que tenham vínculo de parentesco, profissional, didático, ou qualquer outro, com inscritos nesta edição do concurso.

2.7. A Comissão Organizadora é composta por:

  • Alessandro Filla Rosanelli, UFPR
  • Bárbara Prado, UEMA
  • Fábio Robba, SENAC SP
  • Francine Sakata, ABAP
  • Luciana Bongiovani Schenk, IAUSP São Carlos
  • Marieta Cardoso Maciel, UFMG
  • Paulo Cássio Gonçalves, FIO Ourinhos
  • Paulo Pelegrino, FAUUSP
  • Vera Tângari (UFRJ)
  • Eliane Guaraldo (UFMS)

3.1. Seleção nas instituições de ensino
Serão elegíveis à inscrição os trabalhos pré-selecionados e indicados pela instituição de ensino, respeitando-se o subitem abaixo.

3.1.1. Cada instituição selecionará internamente, dentre os melhores trabalhos finais de graduação do ano letivo de 2016 (aqueles que tenham recebido menção superior, grau A, nota de 8 a 10, ou equivalente, de acordo com os critérios que estabelecer), no máximo 2 (dois) para cada 15 (quinze)* formandos ou fração*.
*Para cursos semestrais deve ser considerada a soma dos dois semestres. A fração será arredondada sempre para cima.

3.2. Julgamentos regionais
Para fins de organização e composição da Comissão Julgadora, serão consideradas as seguintes regiões:
REGIÃO 1: ACRE, AMAPÁ, AMAZONAS, DISTRITO FEDERAL, GOIÁS, MATO GROSSO DO SUL, MATO GROSSO , PARÁ, RONDÔNIA, RORAIMA , TOCANTINS.
REGIÃO 2: ALAGOAS, BAHIA, CEARÁ, MARANHÃO, PARAÍBA, PERNAMBUCO, PIAUI, RIO GRANDE DO NORTE, SERGIPE.
REGIÃO 3: ESPÍRITO SANTO, MINAS GERAIS e RIO DE JANEIRO.
REGIÃO 4: SÃO PAULO.
REGIÃO 5: PARANÁ, SANTA CATARINA, e RIO GRANDE DO SUL.

3.4. Critérios de avaliação

3.4.1. Os trabalhos participantes devem estar em conformidade com as exigências previstas em regulamento, e deverá abranger:
. Pertinência do tema;
. Partido arquitetônico/paisagístico;
. Grau de desenvolvimento e aprofundamento da pesquisa;
. Inserção no contexto;
. Solução formal;
. Coerência entre a ideia e o resultado projetual;
. Apresentação e comunicação do projeto.

A inscrição é composta pelas seguintes etapas:

4.1. Etapa 1: credenciamento dos cursos
Caberá a cada curso realizar a seleção dos trabalhos para participação nesta edição, conforme indicado no item 3.1, e a indicação/cadastro destes no site do concurso, respeitando os procedimentos a seguir:.

4.1.1. Os cursos deverão preencher, via internet o cadastro da instituição informando o número total de formandos no ano de 2016. O formulário está disponível no site www.premiorosakliass.com.br Espaço da Instituição, até o prazo limite de 30/9/2017.

4.2. Etapa 2: identificação dos trabalhos selecionados
A organização confirmará o recebimento do cadastro da etapa 1 por e-mail e enviará neste email o link que dará acesso ao formulário para indicação dos trabalhos selecionados pelo curso, no qual deverão ser fornecidos os seguintes dados:
- título do projeto;
- nome do autor;
- e-mail do autor;
- telefone do autor; e
- ano de graduação.

4.2.1. O cadastro de cada trabalho indicado para concorrer nesta edição poderá ser realizado e enviado pelo curso em acessos distintos, até o prazo limite de 15/10/2017.

4.3. Etapa 3: inscrição e envio do trabalho
Caberá aos autores efetivar a inscrição por meio do preenchimento da ficha e do envio do trabalho, obrigatoriamente via internet, através do site premiorosakliass.abap.org.br > Espaço do Autor, até o dia 15/10/2017, respeitando os procedimentos abaixo.

4.3.1. Após a indicação dos cursos, conforme estabelecido no subitem 4.2., cada autor receberá diretamente da organização, por e-mail, o login e a senha para confirmar sua inscrição por meio do preenchimento do seu cadastro, upload do trabalho e demais documentos, seguindo as etapas descritas abaixo.

4.3.2. O autor deverá preencher o formulário disponível no site com os seguintes dados:
a. endereço completo, telefone e indicação de novo endereço de e-mail e telefone, se for o caso;
b. nome completo do ou dos orientadores – com endereço completo, telefone e e-mail;
c. informações adicionais e/ou alterações em campos bloqueados devem ser indicadas no campo destinado a esse fim.

4.3.3. Realizar o upload dos seguintes arquivos:

a) TRABALHO: Arquivo em PDF em um único arquivo digital (tamanho máximo de 20MB), DUAS PRANCHAS no formato A1 padrão ABNT, numeradas como o exemplo: 1/2 e 2/2 no canto superior direito da prancha.

b) RESUMO PARA DIVULGAÇÃO: em 1 (um) único arquivo no formato .pdf, com no máximo 500 KB, conforme indicado no subitem 5.6.

c) PARECER DO ORIENTADOR OU BANCA: em 1 (um) único arquivo no formato .pdf, com no máximo 500 KB, conforme indicado no subitem 5.7.

4.3.4. Após a conferência dos arquivos, o recebimento da inscrição será confirmado por e-mail para o autor do trabalho.

5.1. O título do trabalho deverá constar obrigatoriamente da primeira prancha (1/...), podendo, se o autor julgar conveniente, também constar das outras.

5.2. Informações necessárias à compreensão do trabalho e que não impliquem sua identificação podem ser apresentadas, tais como a localização, cidade, bairro, bibliografia, arquivos de referência, transcrições ou citações. No entanto, nas pranchas não poderão aparecer o nome ou o logotipo do autor, orientador, universidade, curso ou escola e assinatura de desenhos que possibilitem a identificação do trabalho. É permitida somente a inclusão de crédito para fotos cuja autoria pertença a fotógrafo profissional.

5.3. Todos os textos, memoriais, explicações ou especificações deverão constar obrigatoriamente apenas das pranchas, não podendo ser entregue texto avulso para fins de avaliação, exceto texto descritivo com parecer da banca ou do professor orientador, indicados no subitem 5.7.

5.4. Não deve ser utilizado o recurso de continuidade do desenho de uma prancha/página para outra para fins de visualização e leitura completa do objeto.

5.5. Resumo para divulgação: deverá ser enviado em arquivo digital à parte, no formato .pdf, com no máximo 500 KB, texto com breve descrição do trabalho (no máximo 30 linhas), destinado exclusivamente à posterior divulgação. Esse texto deverá ser a síntese explicativa do trabalho final de graduação e não será submetido a análise da Comissão Julgadora e, portanto, mas não obrigatório, poderá estar identificado.

5.6. Parecer: deverá ser enviado em arquivo digital à parte, no formato .pdf, com no máximo 500KB, texto do professor orientador ou de banca examinadora com breve parecer sobre o trabalho (máximo de 30 linhas). Este texto será submetido à análise da Comissão e por esse motivo não poderão aparecer o nome ou o logotipo do autor, orientador, universidade, curso ou escola. Para posterior identificação da origem de autoria desse texto deverá ser inserido o cargo/função do seu autor. Ex. “Professor Orientador” ou “Banca de avaliação”. No caso do envio de parecer da banca examinadora, solicitamos aos autores que não conseguirem excluir a identificação, que façam a transcrição do conteúdo da avaliação em arquivo de texto digital, respeitando-se assim a exigência de total anonimato no arquivo enviado.

5.7. Não será permitida a apresentação de trabalhos audiovisuais, vídeos, com animação e/ou semelhantes, bem como material descritivo ou levantamento de dados, em separado. O campo de expressão do autor serão apenas as pranchas previstas no subitem 5.1. Os trabalhos maiores deverão ser devidamente editados; os desenvolvidos em processos não convencionais deverão ser transpostos para duas dimensões – maquetes, por exemplo, poderão ser fotografadas.

5.8. Respeitadas as restrições de número, tamanho e diagramação básica (subitens 5.1. a 5.5.), a apresentação é livre, permitindo-se o uso de qualquer tipo de imagem, uso de cor, colagens, técnicas de desenho, maquetes eletrônicas etc.. Sugere-se a utilização de escala gráfica, que permitirá melhor visualização do projeto em tela. O concorrente deverá atentar para a legibilidade dos textos e desenhos que possibilitem a sua perfeita compreensão e avaliação, além da futura impressão das pranchas a ser realizada pela organização.

6.1. Os autores dos 5 (cinco) trabalhos vencedores regionais do Prêmio Rosa Kliass receberão a premiação de R$ 1.000,00 (um mil reais) e o troféu Prêmio Rosa Kliass elaborado pela ceramista Heloisa Nunes, os seus respectivos orientadores e a instituição de ensino receberão diploma.

6.2. O autor, o professor orientador e a instituição de ensino de cada um dos 20 (vinte) trabalhos classificados como finalistas regionais receberão um diploma. Os demais autores participantes do concurso receberão atestado de participação.

7.1. Ao término do julgamento regional será encaminhada por e-mail para todos os participantes e divulgada no site a lista com os 5 (cinco) trabalhos finalistas.

7.2. A identificação e divulgação dos 3 (três) vencedores nacionais, será realizada no site oficial do Prêmio Rosa Kliass www.premiorosakliass.com.br, no site da Associassão Brasileira de Arquitetos Paisagistas www.abap.org.br e do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo www.causp.org.br.

8.1. Os trabalhos vencedores nacionais e todos os finalistas regionais serão publicados no site Prêmio Rosa Kliass www.premiorosakliass.com.br, no site da Associassão Brasileira de Arquitetos Paisagistas www.abap.org.br e do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo www.causp.org.br .entre outros meios a serem definidos a critério da Comissão Organizadora.

8.2. Caso seja necessário, a organização solicitará aos respectivos autores dos trabalhos selecionados novos arquivos de acordo com as normas e prazos a serem fornecidos na oportunidade.

9.1. A entrega dos prêmios será realizada em novembro/2017, em data e local a serem definidos oportunamente.

9.2. As decisões das Comissões Julgadoras serão fundamentadas e delas não caberão recursos.

9.3. A Comissão Organizadora não se responsabiliza por nenhum problema técnico, defeitos de qualquer linha telefônica, sistemas de computadores, servidores, provedores, hardware/software, perda ou indisponibilidade de conexão de rede ou transmissão de computador com falha, incompleta, adulterada ou atrasada ou qualquer combinação destas que possa limitar a capacidade do usuário de participar do concurso. Não se responsabiliza ainda por qualquer dano a qualquer sistema/software de computador ou telefone celular do participante relacionado a ou decorrente da participação ou download de quaisquer materiais deste concurso. Não assume nenhuma responsabilidade por e-mails não entregues resultantes de qualquer forma de filtragem ativa ou passiva de e-mails por parte do provedor de serviços de Internet e/ou cliente de e-mail do usuário ou por espaço insuficiente na conta de e-mail do usuário para receber/enviar e-mail. Prova de envio não será considerada prova de recebimento pela Comissão Organizadora.

9.4. A simples entrega dos trabalhos implica a tácita aceitação de todas as condições e normas deste regulamento e dos seus resultados, renunciando o autor e/ou professor orientador e/ou escola a quaisquer ações judiciais, interpelações e/ou recursos.

9.5. Serão desclassificados os autores e escolas que não cumprirem todas as exigências deste regulamento.

9.6. Todos os autores participantes, premiados ou não, concordam em ceder à Associassão Brasileira de Arquitetos Paisagistas, os direitos de publicação dos trabalhos apresentados em qualquer meio de divulgação, bem como permitem a utilização de seu(s) nome(s) e imagem(ns) para divulgação deste concurso e dos seus resultados em qualquer órgão de comunicação, sem qualquer ônus para as partes envolvidas.

9.7. Casos omissos serão decididos pela Comissão Organizadora, sendo as decisões desta comissão soberanas, irrecorríveis e irrevogáveis.